domingo, 24 de junho de 2012

Visual, Auditivo ou Cinestésico, em qual você se encaixa?


Canais ou Sistemas Representacionais (VAC)


Um Mapa ou Modelo de mundo é formado por representações internas da realidade objetiva filtradas pelos aprendizados pessoais. Criada a partir de estímulos sensoriais, nossa Ri (representação interna) é composta de imagens, sons e percepções cinestésicas como cheiros, sabores e sensações táteis.
Em PNL nos referimos a esses filtros como Canais ou Sistemas Representacionais VAC (Visual – Auditivo – Cinestésico).Cada canal possui suas próprias características e fisiologias associadas.

Visual – É formado por imagens e suas características, podem ser em movimento ou estáticas, coloridas ou em branco e preto e possuem sutilezas como brilho, foco, nitidez, etc.




Auditivo – Formado por sons e suas características, como volume, velocidade, grave/agudo, etc. Também fazem parte do canal auditivo diálogos e sons internos.

Cinestésico – Formado por cheiros, sabores e sensações táteis. (duro/mole, áspero/liso, quente/frio, etc).
Alguns autores referem-se também aos subgrupos Cinestésico gustativo e cinestésico olfativo, aqui consideramos esses subgrupos todos como apenas cinestésicos.

Comunicação Inespecífica – Cada palavra está associada a uma determinada representação interna, não existe um canal representacional inespecífico, porém algumas palavras podem ser representadas em qualquer canal por isso nos referimos a elas como inespecíficas.


quinta-feira, 14 de junho de 2012

O Suficiente para você!


Uma singela homenagem a um dos seres humanos mais lindos que já conheci.
Para mim, você fez a diferença, minha amiga... Sinto saudades de Ti!
Que você esteja em paz!

Há pouco tempo, estava no aeroporto e vi mãe e filha se despedindo.
Quando anunciaram a partida, elas se abraçaram e a mãe disse:
- Eu te amo. Desejo o suficiente para você.
A filha respondeu:
- Mãe, nossa vida juntas tem sido mais do que suficiente. O seu amor é tudo de que sempre precisei. Eu também desejo o suficiente para você.
Elas se beijaram e a filha partiu.
A mãe passou por mim e encostou-se à parede.
Pude ver que ela queria, e precisava, chorar.
Tentei não me intrometer nesse momento, mas ela se dirigiu a mim, perguntando:


- Você já se despediu de alguém sabendo que seria para sempre? 
- Já - respondi. - Me desculpe pela pergunta, mas por que foi um adeus para sempre?
- Estou velha e ela vive tão longe daqui.  Tenho desafios à minha frente a verdade é que a próxima viagem dela para cá será para o meu funeral.


- Quando estavam se despedindo, ouvi a senhora dizer 'Desejo o suficiente para você'. Posso saber o que isso significa?
Ela começou a sorrir.



- É um desejo que tem sido passado de geração para geração em minha família. Meus pais costumavam dizer isso para todo mundo. Ela parou por um instante e olhou para o alto como se estivesse tentando se lembrar em detalhes e sorriu mais ainda.



- Quando dissemos 'Desejo o suficiente para você', estávamos desejando uma vida cheia de coisas boas o suficiente para que a pessoa, nelas, se ampare!


Então, virando-se para mim, disse, como se estivesse recitando:


- Desejo a você sol o suficiente para que continue a ter essa atitude radiante.
- Desejo a você chuva o suficiente para que possa apreciar mais o sol..
- Desejo a você felicidade o suficiente para que mantenha o seu espírito alegre.



- Desejo a você dor o suficiente para que as menores alegrias na vida pareçam muito maiores.
- Desejo a você que ganhe o suficiente para satisfazer os seus desejos materiais.

- Desejo a você perdas o suficiente para apreciar tudo que possui.
- Desejo a você 'alôs' em número suficiente para que chegue ao adeus final. 


Ela começou então a soluçar e se afastou.

Dizem que leva um minuto para encontrar uma pessoa especial, uma hora para apreciá-la, um dia para amá-la, mas uma vida inteira para esquecê-la.

ARRUME TEMPO PARA VIVER...

EU DESEJO O SUFICIENTE PARA VOCÊ

 Que "ironia do destino..." A mesma pessoa que me mandou essa mensagem, tirou sua própria vida. Será mesmo obra do acaso???

terça-feira, 12 de junho de 2012

Soneto dos Namorados




Dia dos Namorados.
Corações iluminados,
Beijos, abraços, amores,
Poemas, canções e flores.

Nos salões dos sentimentos
Sob luz de velas e violinos
Casais eternizam momentos,
Sonhos reais, cristalinos.

O namorar é o vital sabor
Da idade, descoberta e valor
Cuja beleza maior está
na grandeza modesta.

Invoco à bênção futura
Cultivar do passado a ternura,
Aos hoje namorados em festa.

Paulo Peres
Escrito: Brasil (Méier, RJ), 12/06/2004
Fonte: Livro Poemas & Canções

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...